quinta-feira, 13 de maio de 2010

A FLOR DA HONESTIDADE

Conta-se que, por volta do ano 250, na China, um príncipe da região norte do País



estava às vésperas de ser coroado Imperador. Mas, de acordo com a lei, ele deveria se casar.
Sabendo disso, resolveu fazer um “jogo” entre as jovens da corte ou quem quer que se achasse digno da sua proposta.
No dia seguinte, o príncipe anunciou que receberia todas as pretendentes numa celebração especial e lançaria um desafio.

Uma velha senhora, serva do palácio há muitos anos, ouvindo os comentários sobre os preparativos, sentiu uma leve tristeza, pois sabia que a sua filha nutria um sentimento de profundo amor pelo jovem príncipe.

Ao chegar a casa, relatando o facto à filha, espantou-se ao saber que ela pretendia ir à celebração; e indagou, incrédula:
- Minha filha,o que farás tu lá ? Tira essa idéia insensata da cabeça. Sei que deves estar sofrendo, mas não tornes o sofrimento numa loucura.

A jovem respondeu:
- Não, querida mãe, não estou sofrendo, e muito menos louca. Sei que jamais poderei ser a escolhida, mas será a minha oportunidade de ficar pelo menos alguns momentos perto do meu amado. Só isso já me torna feliz.

À noite a jovem chegou ao palácio. Lá estavam, de fato, todas as mais belas moças, com as mais lindas roupas, as mais deslumbrantes jóias e as mais determinadas intenções. Então, finalmente, o príncipe anunciou o desafio:

- Darei a cada uma de vocês uma semente. Aquela que, dentro de seis meses, me trouxer a mais bela flor, será escolhida para minha esposa e futura Imperatriz da China.
A proposta do príncipe não fugiu às profundas tradições daquele povo, que valorizava muito a faculdade de “cultivar” algo.

O tempo passou, e a doce jovem, como não tinha muita habilidade nas artes da jardinagem, cuidava da sua semente com muita paciência e ternura, pois sabia que, se a beleza da flor surgisse na proporção do seu amor, ela não precisaria preocupar-se com o resultado.
Passaram-se três meses e nada brotou.

A jovem tudo tentara, usara de todos os métodos que conhecia, mas em vão. Por fim, os seis meses se passaram sem que nenhuma planta tivesse surgido.
Consciente do seu esforço e dedicação, a moça comunicou à mãe que, independentemente das circunstâncias, voltaria ao palácio, na data e hora combinadas, pois não pretendia nada além de mais alguns momentos na companhia do príncipe.

Na hora marcada ela estava lá, com o seu vaso vazio, no meio de todas as outras pretendentes, cada uma com uma flor mais bela do que a outra, das mais variadas formas e cores. A jovem estava admirada: nunca havia presenciado cena tão bela.

Finalmente, chegou o momento esperado, e o príncipe observou cada uma das pretendentes com muito cuidado e atenção.
Após passar por todas, uma a uma, ele anunciou o resultado e indicou a filha da velha senhora como sua futura esposa.



As pessoas presentes tiveram as mais inesperadas reacções. Ninguém compreendeu porque ele havia escolhido justamente aquela que nada havia cultivado.

Então calmamente, o príncipe esclareceu:
- Esta foi a única que cultivou a flor que a tornou digna de se tornar uma Imperatriz: a flor da honestidade. Pois todas as sementes que entreguei eram estéreis.

37 comentários:

Manuela Freitas disse...

Olá Mariazita,
Para já muito obrigada por seguir o meu blogue.
Gostei da história e o seu desfecho é realmente exemplar: a honestidade está acima de tudo!...Para mim também, embora este mundo se esqueça muito disso.
Muitos beijinhos e até breve,
Manú

direitinho disse...

Mais uma linda história com um final de todo inesperado.
Moral da história
A honestidade é uma virtude de grande valor. Não se cria em vasos mas no interior de cada pessoa.

Chica disse...

Muito linda essa história e a moral dela!Um beijo,tudo de bom pra ti,chica

lis disse...

História linda Mariazita
Ser honesta é raridade.
Uma pena que tão poucos a pratiquem.
Boa leitura sempre por aqui, obrigada
boa sexta feira , um grande abraço

SAM disse...

Boaaaaaa, Mariazita! Uma linda história que ilustra muito bem a honestidade, a sinceridade e demais valores intrínsecos. Um príncipe sábio!

Beijos, querida. Que Nossa Senhora de Fátima derrame muitas bênçãos sobre você e a sua família.

Mariana disse...

Que história linda, está fábula eu não conhecia e o final foi divino.
Honestidade tem o seu valor.

Fernanda disse...

Querida Mariazita,

Adoro mesmo estes contos, são fascinantes.
Sinto-me uma menina ao lê-los.
E assim a verdade e o amor vencem a falsidade.
O triunfo do amor verdadeiro.
Como diz o Sérgio Godinho " Dou-te 20 valores, és um treze no totobola".

Beijinhos

Vitor Chuva disse...

Olá Mariazita!

Escreveu-se direito por linha tortas: A honestidade, neste caso, compensou - como gostaríamos, e seria bom, que sempre acontecesse. Como pensamento, é elevado, mas a realidade é bem mais prosaica ... e também bem mais rasteira.
A história é bonita, e lindamente contada.

Beijinhos; bom fim de semana.

Vitor

Guy Rodrigues e Mariane disse...

Olá, essa história é fascinate.
Adoramos conhecer seu blog, voltaremos sempre
Abraços

AC disse...

É mesmo uma história de encantar, daquelas que, enquanto crianças, nos fazem imaginar cenários de maravilhas e encantamentos, sempre com um ensinamento subliminar.
Gostei.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo! Amiga, sem você, me diga, o que eu faria?
Minha querida Mariazita, receba o meu beijo de Bom Dia!
Selo comemorativo de visitas do Eu e Daí? Leia este comentário, please!!!



É fácil falar em fraternidade,
dizer que pratica a solidariedade,
esquecendo-se de que é disso
que depende o mundo,
para não cair mais fundo…
Desenvolver amor ao seu semelhante,
ajuda bastante,
mantendo sempre ativo
um espírito cooperativo…
Algo feito em cooperação,
sempre terá uma melhor solução…
Ajudando-se mutuamente,
problemas se resolverão facilmente…
Quando o ser humano,
finalmente aprender a ser humano,
e descobrir que os verdadeiros tesouros,
que tão insanamente procuram,
estão simplesmente em nosso interior,
e inteiramente a seu dispor,
poderão chegar à conclusão
que lhe aquietará o coração,
de que, aprendendo a cultivar a Solidariedade e a Fraternidade,
a Humanidade viverá com Humanidade,
e poderá conseguir uma certa Felicidade…
Amor ao próximo… Fraternidade… Solidariedade…
Palavras mágicas…
É preciso entendê-las e praticá-las

Amor ao Próximo, Fraternidade… Solidariedade…
Marcial Salaverry*

Até mais++++++++

Poseidón disse...

Olá Mariazita,

mon amie, tu as beaucoup de talent et amour en toi qui te servent a nous narrer, raconter des belles histoires et légendes.

fique encantado,
muito obrigado!

beijos de paz e de saude!

"C'est de l'histoire écoutée aux portes de la légende.

Hugo (Victor), La Légende des siècles, Préface."

Zélia Guardiano disse...

Linda história, Mariazita!
Honestidade...Bem quando a palavra anda tão esvaziada de sentido, para muitos...
Parabéns!

Um grande abraço, querida.

Pérola disse...

Lindo!!!Como sempre.
Honestidade é tuuuudo amada.
Obrigado pela sua visita,um beijo grannnnnnnnnnde.
Uma exelente semana.

Estela disse...

Olá Mariazita,
Você me fez lembrar das histórias que minha mãe contava quando eu era criança.
Obrigada por isto e também por visitar meu blog.
Bjs.

Mustafa Şenalp disse...

Çok güzel site. :)

Efigênia Coutinho disse...

Mariazita, bom dia de um dia aqui em New York chuvoso.
E abrir teu espaço poder ler esta lenda , me fez voltar a minha juventude, onde eu adorava meus livros que continham lendas, sou uma apaixonada por elas.
Obrigada,
Efigênia Coutinho

Rafael Castellar das Neves disse...

Valores!! Já são tão descartáveis...ainda acredito na necessidade de uma eterna transvalorização, mas não do descaso para com eles....

Ótimo história, Mariazita!!

Beijo,

Rafael

Espaço Aberto disse...

Linda história que nos faz refletir!
Você gostar de ler?
Se você gosta não poderá perder, em nosso Blog está sendo postada a dica de dois livros fantásticos.
Será que você já leu algum deles?
Um abraço carinhoso

Bergilde Croce disse...

Uma linda lenda chinesa que traz como tema a honestidade,valor que não é considerado num mundo de tantas aparências,mas que foi bem lembrado por você aqui.Grande abraço,Bergilde

helia disse...

É realmente uma História de encantar... Fez-me recordar as histórias que por vezes contava à minha filha , quando ela era criança.
Gosei muito deste cantinho com Histórias de Encantar!

•.¸¸.•*♥*•.¸¸.• Sanzinha •.¸¸.•*♥*•.¸¸.• disse...

Querida Mariazita,

Muito obrigada pela visita e as palavras lá no Espaço Aberto.
Ambos os livros são ótimos, tenho certeza de que irá gostar.
Nossa, que encanto de pessoa vc é!
Gostei muito do seu blog, viu?
Não percamos o contato.

Beijo grande!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga.

Como seria bom
se pudéssemos ver nas novas gerações,
o desabrochar do simples,
do verdadeiro,
do ético,
do justo.

Que sempre haja tempo em tua vida,
para cuidar dos sonhos.

Pena disse...

Preciosa Amiga:
Uma história que é uma lição sensível e perfeita da vida.
Quantos de nós não cultivam flores, sem serem estéreis?
Parabéns.
Abraço de profundo respeito e amizade.
Fascinado por tanto encanto seu.
Com admiração constante pelos ensinamentos valiosos com que sempre escreve.

pena

Bem-Haja, amiga extraordinária.

Espaço Aberto disse...

Hoje é dia de Festa em nosso blog!
Não deixe de participar.
Você é nosso convidado especial!
Um abraço carinhoso

JADY*ALVES disse...

Entrei no meu gmail e vi lá um e-mail teu, abri e li... Primeiro Deus criou o Homem!
...Depois teve uma idéia melhor...
Criou a minha amiguita linda e amada que eu adorooooo

Tai a maior perfeição de Deus amiga, Tudo que Ele escreve está perfeito, a honestidade das pessoas com certeza merece o prêmio do amor que a tudo VENCE!
Está aí a prova que mais vale ser honesto, e jamais envergonhar-se de sê-lo.
Linda lenda e sábio príncipe, to procurando o meu, ainda rss
Matei minha saudade de ti, agora quero te desejar um lindo e alegre fim de semana.
Beijos e carinhos da jady

Pena disse...

Estimada e Preciosa Amiguinha talentosa:
Como já comentei, expresso-lhe os meus mais sinceros votos de um excelente fim-de-semana no seio acolhedor da família.
Beijinhos amigos pela significação imensa que possui na Blogosfera.
É gigante do sentir e ser.
Sempre a admirá-la e a lê-la com atenção pelo seu valor precioso.

pena

Efigênia Coutinho disse...

Mariazita, retorno e releio novamente esta soberba lenda, bom fim de semana,
Efigênia Coutinho
in New York

poetaeusou . . . disse...

*
onde está o segredo
desta lenda de encantar ?
está na forma e no enlevo
que a Mariazita sabe dar !!!
,
conchinhas chinesas,
deixo,
*

Livinha disse...

Olá Mariazita!
Lindo texto, real e verdadeiro, quando o mundo se mostra as voltas dos interesses, o que abala os sentimentos de quem busca centralizar a vida dentro do amor.

Gostei do teu espaço, muito sublime de historias encantadas, quando lamentamos que as fantasias andam desaparecidas e isto nos transporta a uma saudade danada
das nossas infâncias tão sagradas vividas de sonhos...

Lindo Domingo
Bjs
Livinha

Luis disse...

Querida Amiga Mariazita,
Este Príncipe sabia o que fazia e por isso fez o concurso que fez!
Na ânsia de tudo quererem tudo perderam com excepção daquela que tudo fez com o coração.
É pena que na vida real assim se não proceda e se viva no Faz-de-Conta!!! Adorei a história!
Um beijinho amigo e um bom fds.

Elcio Tuiribepi disse...

Obrigado Mariazita por nos dar o prazer de sua presnça em nosso blog no dia do meu niver..grato por suas palavras...
Um abraço na alma...parabéns plo seu blog...bjo

Pérola disse...

E como encantam,lindo demais.
Saudades amada.
Beijokas.

Pena disse...

Admirável e Fabulosa Amiga Escritora:
VOCÊ tem talento.
Escreve maravilhosamente.
Tem uma sensibilidade linda de sonhar.
Beijinhos de parabéns sinceros.
Sempre a admirá-la pela imensa significação.

pena

Bem-Haja, pela terna visita que adorei.
Excelente momento narrativo seu!

Maria João disse...

Mariazita


De todas as lindas histórias que tens publicado aqui no " Histórias de Encantar", esta é a mais linda... ou é o meu coração que assim a vê. Sabes é que a honestidade é na verdade a flor mais bela que podemos cultivar dentro de nós. Com ela, tudo o resto crescerá na nossa vida porque seremos grandes.
A honestidade, cria frutos e ramifica, em nós e à nossa volta, mesmo que pensemos que não!

Mil beijinhos

Pérola disse...

Beijos de boa noite minha bela.
Fica com Deus amada.

Irene Moreira disse...

Mariazita
Belíssima hist´ria. Muita linda e ainda nos traz a lição da honestidade.
Parabéns!
Beijso e bom final de domingo