segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

UM CONTO DE NATAL


Um conto de Natal | Muziboo
 
(Ligue o som, acima) 
 
CONTO DE NATAL
 

Lá no céu, no seu cantinho, um anjinho pequenino
Passava dias e dias olhando para as estrelas.
Que importava estar a vê-las até horas tão tardias
Se tinha tempo… e as estrelas, luzes que cintilam belas
Fazem sonhos e magias?
Às vezes, anjos mais velhos, vinham dar-lhe os seus conselhos:
“Vai deitar-te! Aí ao frio não podes permanecer!
Não fica bem a um menino das horas sempre esquecer!”
Mas ele era um sonhador… Pensava:
 “Lá bem ao fundo não haverá qualquer mundo,
Decerto algo diferente mas onde haja também Gente?”
Que bom seria ir espreitar ,com suas asas voar,
Tão depressa, tão ligeiro,
Para depois regressar com sonhos desse roteiro!
Às vezes, Nosso Senhor, por alturas do Natal,
Passava por ele e ia tão depressa, tal e qual como ele idealizava.
(Descia… e não demorava.)
Aonde iria, afinal? - indagava-se o anjinho
E, à noite, em sua cama pensava nisso sozinho.
Era a ânsia de saber o que ninguém lhe dizia…
Ir também? Podia ser? De certeza, não podia.
Seus pais não consentiriam uma saída do Céu!
E uma noite, e outra noite, sempre triste, adormeceu.
Mas a Virgem tinha visto, e da treva fez-se luz:
Tendo pena do anjinho triste, pensando, sozinho, tinha contado a Jesus.
E uma noite, da janela, disse-lhe Ela, meigamente:
“Voa até à maior estrela, verás que ficas contente”.
Dormia tudo em sossego. A noite metia medo.
Mas ele lá foi, alegre, embora fosse tão cedo…
Chegando à estrela indicada foi encontrar Jesus Cristo;
Sua carita, pasmada, ao observar tudo isto:
De sacos, uma montanha! Com brinquedos, com comida,
Que coisa tão linda e estranha nunca vira em sua vida!
Eram milhares e milhares, com coisas tão variadas,
que ele passou seus olhares com as palavras paradas!
Disse-lhe então Jesus Cristo, pleno de amor, tão profundo:
“Vamos levar tudo isto a crianças de outro mundo.
Vamos encher corações de alegria e de ternura;
Há outras ocasiões, mas é uma boa altura…
No Natal eles aguardam sempre pela minha visita.
Esta noite irás comigo
Muita gente lá existe; Deixarás de ficar triste. É uma viagem bonita.
Quanto aos teus pais, já lhes disse, ontem falei no assunto sem tu teres dado por isso.
Partamos com alegria!
Esse monte aí ao lado, esse que está aí junto, agarra nele…
e eu levo todos os outros comigo
Comecemos a voar. Anda daí, meu amigo!”
Não podia acreditar, o nosso anjinho, coitado!
Ver mais além sempre quis! Sentir-se assim tão feliz, estaria mesmo acordado?
Mas começou a viagem… Jesus cantava baixinho;
O anjo, de tão contente,  ia ouvindo, caladinho…
Lá foram entre as estrelas, planetas, sempre, sem fim,
e viram coisas tão belas que o anjo pensou assim:
“Haverá alguém no Céu inda mais feliz do que eu?
Que vou aqui com Jesus, em fantástica descida,
Vou dar brinquedos, comida, vou a casas fazer Luz a gentes necessitadas…
De certeza que não há ninguém tão feliz assim!
Que bom é ir até lá! Que alegria tenho em mim!”
Nisto pensando, notou um planeta enorme à frente…
Com árvores, rios e mares, casas onde havia gente…
Jesus disse-lhe: “é a Terra, é este o nosso destino.
Vai dar tudo o que aí levas! Não deixes nenhum menino sem brinquedos ou comida!
É duro viver na treva! Dá-lhes Luz, Amor e Vida!
Por outros lares diferentes fazer o mesmo irei eu.
Depois então voltaremos de madrugada pró Céu”.
E cada um pra seu lado, foi cumprir suas missões…
O anjinho dava, contente, do que tinha, àquela gente,
Enchendo-lhe os corações de alegria e de ternura.
Repartiu até ao fim. Esgotou tudo o que levava.
Mas tanta gente feliz numa noite ele deixava!
Já era quase manhã e ia pró seu destino,
Quando notou, a chorar, e, de frio, a tiritar, uuito infeliz, um menino.
O anjinho olhou para os sacos e estava tudo vazio!
Mas como deixá-lo ali a tremer, cheio de frio?
Teve uma ideia feliz:
Foi buscar uma estrelinha, deu-a então ao menino para aquecer-lhe a casinha.
E ele ficou tão contente!... Mas disse, preocupado:
“Olha que no Céu, talvez alguém tivesse notado…
Leva-a daqui mas põe perto, de modo que ela me aqueça;
Pois se a pões onde me abrigo ainda vão ralhar contigo, não é coisa que se ofereça…
Basta que fique baixinha para que a vejam…ali…
Aquece toda a casinha e vou lembrar-me de ti”.
O anjinho concordou. Depois desapareceu…
Nunca mais ninguém o viu desde que voltou pró Céu.
Mas a tal estrela brilhante que veio dessa ideia sã
Ainda hoje, cintilante, lá está, das outras distante…
- É a ESTRELA DA MANHÃ.
 
(Ao Rui Pedro e Sónia Raquel, meus filhos, que à data em que escrevi este poema em conto, tinham, respectivamente, 12 e 9 anos. Uma dedicação especial ao Rui, que foi com base numa redacção que fez sobre o tema, que eu depois adaptei para verso. Teve uma classificação muito boa e um elogio da professora, e com orgulho veio mostrar-me. Com não menos orgulho fiz então o poema).
Escrito e dito por Joaquim Sustelo
20/12/1987


 
Joaquim Sustelo
 

Joaquim Sustelo nasceu no concelho de Silves, Algarve, em 29 de Julho de 1948, onde fez o Curso Comercial, tendo sido aluno brilhante. Continuou estudando em Faro, fixando-se depois em Lisboa, onde continuou os estudos e ainda reside (Odivelas). É membro da Associação Portuguesa de Poetas, e da AVSPE, Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores. Autor de livros de poemas como “No Silêncio do Tempo”, "Outono da Vida ", "Um Pouco de Sol", "Gracejando em Verso"…etc., é ainda colaborador em várias antologias poéticas.

95 comentários:

Mariazita disse...

✿ chica deixou um novo comentário na sua mensagem "PASSEIO A LAS VEGAS":

Vim aqui dizer que li e adorei teu comovente conto de natal. Na hora de comentar, aparece mensagem que nãoposso acessar ! Nãodeu,.Deixo aqui meu registro.ADOREI o CONTO! beijos,chica

Mariazita disse...

Obrigada, amiga.

Havia uma definição errada na autorização de comentários, que já rectifiquei.

Feliz semana. Beijinhos

Mariazita disse...

elvira carvalho deixou um novo comentário na sua mensagem "PASSEIO A LAS VEGAS":

Recordar é viver de novo emoções e alegrias, ou tristezas.

Amiga fui ler o conto de Natal, mas como lá não me deixou comentar por não ser membro autorizado deixo aqui o comentário.

Muito bonito o conto e com um encanto especial quando depois de o ler liguei o som e o ouvi.
Obrigada pela partilha. E parabéns.
Um abraço e um Santo Natal.

Mariazita disse...

Eu é que agradeço, amiga Elvira, e peço desculpa pelo contratempo.
Estava uma definição errada nos "comentários", que já rectifiquei.

Uma feliz semana. Beijinhos

Mariazita disse...

Carla Ceres deixou um novo comentário na sua mensagem "PASSEIO A LAS VEGAS":

Oi, Mariazita! Tentei deixar um comentário no Histórias de Encantar, mas parece que algo deu errado. Não conhecia aquele seu blog. Gostei dele. Vai ser bom poder segui-lo aqui. Beijos!

Mariazita disse...

Olá, Carla
Desculpe o acontecido...
Tinha definido mal "quem pode comentar", em "Comentários", e daí a confusão...
Já rectifiquei, e espero que agora esteja tudo bem.

Muito obrigada pela visita e elogio ao blog.

Uma boa semana. Beijinhos

isa disse...

E vim mesmo,até aqui!
Deliciei-me a ler e a ouvir a bela voz que o diz.
Primeiro li.
Depois ouvi.
Que bom que foi.
Beijo.
isa.

Daniel Costa disse...

Mariazita

Desconhecia o poema, é um verdadeiro hino de poesia natalícia. Foi lendo e e ouvindo a declamação e fiquei encantado a valer. Há uma coisa, recorrente em ti,o traçares uma sinópse dos autores, para um leitor interessado, que sabe e procura avaliar.
Beijos de amizade

MARILENE disse...

Que encanto de postagem! A sensibilidade está presente em todos os versos. O maravilhoso presente do anjo mostra que muitos, por amor, abdicam de si mesmos para fazer alguém feliz. Depois de ler, ouvi, com a mesma emoção. Grande beijo!!!!

Severa Cabral(escritora) disse...

MINHA QUERIDA AMIGA !!!!
GOSTO DESSE CLIMA NATALINO,POIS SEMPRE TEMOS ALGO PRA NOS MARCAR NA VIDA !!!!
E VC TBM TEM SEU BAÚ DAS RECORDAÇÕES QUE TE FAZ UM SER INIGUALÁVEL,DE UMA CULTURA NATA.EU SEMPRE OBSERVEI TUAS ATITUDES E TEUS POSTS QUE TRAZ UM POTENCIAL DE SENSIBILIDADE,COMO ESSE QUE NOS APRESENTA.AMEI LER E CHEGUEI A REPETIR A LEITURA NUMA VIAGEM IMAGINÁRIA DIANTE DA MINHA VIDA...
BJSSSSSSSSSSSSSSSS

Luis disse...

Querida Amiga Mariazita,
Adorei o conto e só tenho pena que o "anjinho" não desça por cá para aquecer os nossos corações!
Beijinhos muito amigos.

lis disse...

Oi Mariazita
Um lindo conto de Natal que comove e atrai bons pensamentos , vontade de ser melhor, de ouvir e ver os anjos,
declamado ficou ainda mais bonito e interessante_ parabéns pelo neto e pela inspiração que tens a cada sinal que te sensibiliza.
Lindos dias enquanto se espera o Natal.
meu abraço

Evanir disse...

Ola Mariazita.
È gratificante ler um texto tão lindo assim em vésperas de Natal.
Estou feliz por dois motivos um pela linda postagem outro pelo convite para conhecer seu lindo cantinho novo e lindo.
Amada eu não consegui encontrar seu email no meio
de tantos que tenho guardado.
Quero enviar um mimo de Natal para você por favor mande para mim?
evanir_garcia@hotmail.com
Esse é o meu por vezes não gostaria de passar pelo blog.
Já enviei alguns para Portugal.
Beijos meus,Evanir.

Sotnas disse...

Olá prezada poetisa Mariazita, e que tudo esteja bem contigo!

Que belo e tocante escrito, assim como todos que você posta neste teu canto!
É uma alegria sem fim passar por cá neste teu belo espaço, e ler tão belos escritos assim, pois, teu bom gosto e sensibilidade e, que este encantamento não tenha jamais fim, obrigado por compartilhar este belo escrito, e também pelas visitas gentis comentários por lá, e assim desejo que tenha sempre esta felicidade intensa em teu viver, um grande abraço e até mais!

Manuel disse...

Obrigado ela visita e pelo convite.
Aqui estou e fiquei encantado com este seu cantinho.
Já li uns poemas e vou voltar para poder apreciar com mais tempo e atenção.

Smareis disse...

Olá Mariazita,

Um conto maravilhoso que me emocionou ao ler, depois foi ouvir, e a emoção foi dobrada. Ficou perfeito.
Parabéns pela bela da postagem, e obrigado por compartilhar este emocionante conto.
Deixo um grande beijo em teu coração.

São disse...

Eu já tinha estado cá de manhã, minha querida. Só que quando tentei fazer entrar o comentário, apareceu no ecrâ a informação de que só os membros da equipa o podem fazer.

Então, neninha, aqui te digo novamente que acho delicioso o texto e que fico esperando mais escrita tua aqui e no teu .

Um carinhoso abraço, amiga.

INTEGRAL DE MIM E DE MEU TEMPO ! disse...

Mariazita....
Obrigado pelo doce e gentil convite.
Não consegui escutar o som. Talvez sema problemas com meu browser.
Vou tentar escutá-la em casa.
Ms li todo o poema. Integralmente, lendo cada palavra, cada verso....
Lindo teu conto de Natal.
És mesmo uma artesã de palavras e dia 14 vou ler o outro poema.
Obrigado pela partilha de tão lindas palavras.....é esse o espírito natalino: Partilha!!!
Beijos fraternos!

Silenciosamente ouvindo... disse...

Foi com muita alegria que vim a
este seu blogue ler e ouvir
este maravilhoso conto de Natal.
Fui muito bom que o tenha colocado.
Desejo que a amiga esteja a sentir-se
"mais apta para viver os dias"
embora saiba da fragilidade da
data. A minha sempre amizade.
Um grande beijinho
Irene Alves

André Miranda disse...

Olá Mariazita,

Um poema delicioso...muito sensivel, fiquei emocionado.

Uma otima semana.Beijinhos.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Mariazita!

Valeu bem a pena o teres reaberto este espaço para publicar este lindíssimo e mágico poema.Que convida ao sonho e à fantasia, ao viajar para o infinito, não só aqueles que são crianças, como de muitos outros que há muito deixaram de o ser.
Absolutamente encantador!

Beijinhos; boa semana.
Vitor

Malu Silva disse...

Que história mais terna e encantadora, como o próprio espaço é denominado HISTÓRIAS DE ENCANTAR
Um grande abraço e grata pelo seu convite.

Com certeza terá espaço para si no SEM OLHARES CRÍTICOS.
Vou aguardar uma história sua. Pode me enviar por email e junto uma imagem para ilustrar. Um grande abraço, minha querida!!!

Mariazita disse...

Muito obrigada, Isa, pela sua vinda tão pronta e suas palavras elogiosas.
Fiquei feliz.
Uma boa semana.
Beijinhos

Mariazita disse...

Meu caro Daniel
Que bom que gostaste!
Confesso que, com a tua sensibilidade e alma de poeta, isso não me surpreendeu.
Obrigada pelas tuas palavras, sempre gentis, e pela tua amizade, sempre presente.
Uma feliz semana.
Beijinhos

Mariazita disse...

Marilene, querida amiga
Agradeço muito suas palavras, tão lindas!
Nada pode causar mais felicidade do que distribui-la ao nosso redor, tal com fez o anjinho.
Uma semana cheia de Luz.
Beijinhos

Mariazita disse...

Querida amiga Severa
Suas palavras são sempre tão elogiosas que me fazem até corar…
Muito obrigada, minha amiga, por todo o seu carinho.
Que sua semana seja sempre alegre e feliz.
Beijinhos

Mariazita disse...

Meu querido amigo Luis
Fico muito grata com a sua visita, e seu agrado.
Vou pedir ao “papai” do céu que nos mande um anjinho (por sugestão sua) para aliviar um pouco os nossos problemas.
Uma semana feliz.
Beijinho muito amigos

Mariazita disse...

Lis, linda amiga
Como fiquei contente por teres gostado!
Eu gosto imenso de anjos, e desejaria muito poder visioná-los. Mas… já me contento com senti-los.
Uma boa semana.

Mariazita disse...

Evanir, querida amiga
Fiquei muito feliz com sua visita e seu comentário.
Hoje já é um pouco tarde (aqui são quase 21 horas) mas prometo amanhã mandar email.
Uma semana com muita saúde e alegria.
Beijinhos

Mariazita disse...

Sotnas, meu caro amigo
Agradeço, de coração, sua visita e suas palavras sempre encantadoras.
Ver-nos-emos brevemente.
Uma semana muito feliz.
Beijinhos

Mariazita disse...

Olá Manuel
Que bom que veio!
Infelizmente não tenho tido tempo disponível para manter este blog no activo.
Como estou escrevendo o meu segundo livro (e está andando a passo de caracol…), tive que optar por manter de pé apenas o meu primeiro blog, a CASA DA MARIQUINHAS.
Quando tudo se normalizar talvez eu posso voltar a “alimentar” os três blogs.
Uma boa semana.
Beijinhos

Mariazita disse...

Smareis, querida
Muito obrigada por ter vindo e por suas palavras tão elogiosas.
É muito bom “ouvir” palavras tão bonitas…
Bem-haja!
Uma semana luminosa.
Beijinhos

Mariazita disse...

São, querida neninha
Tens que perdoar-me o inconveniente.
Por qualquer razão que desconheço os “Comentários” estavam vedados. A verdade é que, quando este blog estava no activo toda a gente pôde, sempre comentar.
Mas o blogger já “nos” deu tantas voltas depois disso 
Fico feliz por te ter agradado. Novos posts aqui? Provavelmente não será tão cedo…
Pelo menos até acabar de escrever o meu livro só poderá ser assim, esporadicamente.
Uma semana muito feliz, neninha minha.
Beijinhos

JADY*ALVES disse...

Eu cá estou minha amiguita querida, mesmo que não me convidasse eu aqui viria, pois já tinha visto que havias publicado nova postagem e eu sabia com certeza que me deixarias assim... Emotiva e com o coração batendo ainda mais forte de emoção. Que conto encantador, adoro ler coisas assim escritas com tanta ternura e dedicada as crianças que ainda habitam nosso ser. A criança em mim agradece e lhe deseja um Feliz, Alegre e Abençoado Natal! Que a Estrela da Manhã nunca deixe de brilhar nos teus olhos ao raiar de um novo dia, e acenda em teu coração a alegria de viver Feliz com as bençãos do Menino Deus. Meu abraço quentinho e meu carinho sempre por ti querida Amiguita do meu coração.
Beijos e beijos da Jady

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Belo conto-poema! Quanta ternura, numa época tão humana e tão divina como o Natal. Estou comovida e feliz, por ainda ter o prazer de ler um texto tão distante do Natal que hoje temos presenciado pela Terra.
Este sim, é o verdadeiro espírito do Natal de Jesus. Obrigada, amiga!
Feliz Natal!

Beijos, da Lúcia

Mariazita disse...

Olá, Marco
Eu é que agradeço por me teres dado o prazer da tua vinda.
Lamento que não tenhas podido ouvir, e desejo que, em casa, o tenhas conseguido. É que, pelo menos para mim, um poema declamado fica muito enriquecido.
Bem hajas pelas tuas gentis palavras, e… lá te espero dia 14.
Uma semana muito feliz.
Beijinhos

Mariazita disse...

Irene, minha amiga
Muito obrigada por ter vindo, e pelas suas palavras carinhosas.
Tem razão quanto à “fragilidade” da data.
Gostaria de poder dar um salto no tempo, e encontra-me já em meados de Janeiro.
Mas como tal não é possível… há que ter força para ultrapassar uma data que já foi tão feliz.
Uma semana feliz .
Beijinhos

Mariazita disse...

Olá, André
Obrigada por ter vindo.
Fico feliz por ter gostado deste poema, que também considero delicioso.
Que a semana lhe sorria.
Beijinhos

Mariazita disse...

Olá, Vitor
Como fiquei feliz por teres gostado desta postagem!
A verdade é que eu também gosto muito deste poema e do seu delicioso anjinho.
Obrigada, meu amigo.
Tudo de bom, fica bem.
Beijinhos

Lourdes disse...

Lindo este conto e bem adequado à época que atravessamos.
Beijinhos com votos de boa semana.

Mariazita disse...

Olá, Malu
Encantou-me que tenha gostado deste poema que eu também considero uma delícia.
Obrigada por ter vindo.
Sobre o assunto do “Sem Olhares Críticos” falaremos por mail.
Uma semana risonha.
Beijinhos

Maria Rodrigues disse...

Querida amiga um poema maravilhoso, um lindo conto de Natal que me fez lembrar as minhas histórias de criança.
Beijinhos
Maria

Cecília Romeu disse...

Mariazita, querida amiga!
pois eu não conhecia este teu espaço virtual, e vim com a maior satisfação e por aqui fico!
Linda mensagem, lindo poema!
Fiquei pensando no tanto que temos que nos doar numa época destas, como referencial de tempo, mas que deve se estender por todas os outros momentos, porque em todos, há um coração que bate em precisar, outro em ajudar, e assim, nos completamos como seres plenos!

Beijos e se cuide!
Agradeço sua visita, sempre, sempre!

LUZ disse...

Olá, Mariazita!

Obrigada pela visita e convite, que me deixou no blogue.

Um lindo conto, meio prosa, meio poesia.
Um anjinho bom, e com a ajuda de Jesus pode mudar a vida de tantas crianças.

Os seus filhos tiveram e têm muito orgulho na mãe, decerto.

Desejo-lhe um Feliz Natal e um Bom Ano Novo.

Beijinho da Luz.

Ana Martins disse...

Mariazita, boa noite!

Simplesmente lindo, adorei!

Beijinho com votos de um Santo Natal, tenho andado afastada dos blogues, daí a minha ausência.

Ana Martins

Olinda Melo disse...


Querida Mariazita

Só agora pude aqui vir porque estive o dia todo impossibilitada de acede à Net.

Adorei ler este belo conto, escrito com tanta sensibilidade, que nos faz lembrar a infância em que esperávamos ansiosos pelo Dia de Natal, pelo Menino Jesus, pelos presentes, pelos doces.

Agradeço-te o teres reaberto este espaço para nos dares conhecimento deste escritor que tão bem escreve.É alguém da tua família?

Parabéns.

Desejo-te desde já um Natal abençoado ao lado da família e amigos.

Beijinhos

Olinda

Zé do Cão disse...

Uma verdadeira delicia.
Uma historia de encantar, num poema delicioso.
É a alma que mo diz.

Que o mesmo menino te rodei de carinhos, acompanhado dos teus queridos.

Pela minha parte um beijo e a minha amizade, acompanhada de rosas cuja cores escolherás.

Vera Lúcia disse...


Olá Mariazita,

Li e ouvi este belo conto em versos. Fiquei encantada.
Linda inspiração do Rui Pedro, que você soube abrilhantar com sua veia poética.

Adorei!

Beijos.

Lilazdavioleta disse...

Este belíssimo conto " é " o Natal .
Gosto muito .

Beijo grande , Mariazita ,
Maria

Mariazita disse...

Amiguinha Jady,
Minha querida, conhecendo-te como te conheço não me surpreende que tenhas gostado (tanto como eu gostei)
As tuas palavras fizeram-me muito feliz como podes imaginar, e felicidade é coisa que, por enquanto, sinto em doses muito pequeninas…
Obrigada pelo “bocadinho” que me proporcionaste.
Ainda nos “veremos” antes do Natal.
Continuação de uma boa semana.
Beijinhos

Mariazita disse...

Olá, Lúcia
Tem toda a razão, minha amiga, o Natal, na sua essência, cada vez está mais afastado do Homem e dos seus objectivos primordiais.
Enquanto as coisas não se modificam (eu acredito que um dia vão mudar…), vamo-nos deliciando com poemas como este.
Uma semana radiosa.
Beijinhos

Mariazita disse...

Lourdes
Que bom que veio, e ainda bem que gostou deste conto.
Obrigada!
Uma boa semana.
Beijinhos


Mariazita disse...

Maria, querida amiga
Obrigada por ter vindo dar-me o prazer da sua presente.
Alegrou-me que tenha gostado da minha escolha, e ter-lhe feito recordar a infância.
Uma semana luminosa.
Beijinhos

Mariazita disse...

Cissa, minha querida
Um grande “bem hajas” pela tua presença (que me agrada sempre tanto!) e pelo teu comentário delicioso.
Esta é uma época especialmente dada à entreajuda, a manifestações de Amor ao próximo, à boa vontade… enfim, parece que todos os bons sentimentos afloram em toda a gente. Mas… devemos esforçar-nos para que não se limitem a esta época, antes perdurem pelos dias todos do ano.
Te desejo a continuação de uma semana cheia de Luz.
Beijinhos

Mariazita disse...

Olá, Luz
Obrigada por ter aceite o meu convite.
Pensei que este poema merecia ser bastante difundido, e as pessoas responderam “na hora”. Que bom!
Agradeço e retribuo os votos de bom Natal.
Continuação de boa semana.
Beijinhos

Mariazita disse...

Olá, Ana
Sei que tem andado afastada da Net; por isso o meu agradecimento pela sua vinda é redobrado…
Obrigada!
Agradeço e retribuo os votos de santo Natal, para si e todos os seus.
Beijinhos

Mariazita disse...

Querida Olinda
Fiquei muito feliz por saber que gostaste.
Este meu blog tem estado inactivo porque, com a escrita do meu segundo livro (que anda a passo de caracol…) não tinha hipóteses de continuar a alimentar os três blogs. Optei pelo que foi o primeiro – A CASA DA MARIQUINHAS.
Quando tudo se normalizar talvez eu consiga tempo para manter pelo menos mais um…
Aguardemos, para ver no que dá.
Agradeço e retribuo os votos de bom Natal, para ti e todos os teus.
Beijinhos

Mariazita disse...

Zé, meu querido amigo
Não imaginas a alegria que senti ao “ver-te” aqui.
E com esse braçado de flores (das cores mais variadas…)! Só mesmo a tua gentileza, que não é segredo para ninguém, te faz proceder assim.
Obrigada! Apenas Obrigada!
Um abraço do tamanho do mundo.

Mariazita disse...

Olá, Vera Lúcia
Que bom saber que gostou deste poema, que aqui coloquei com todo o carinho, e com a intenção de proporcionar uns momentos de prazer aos meus queridos leitores. Fico feliz por ter cumprido a minha missão.
Um beijinho GRANDE

Mariazita disse...

Maria, minha amiga
Muito obrigada pelo teu comentário, tão sucinto mas tão cheio de significado!
Um beijinho com carinho

PINTA ROXA disse...

Tens mesmo muito bom gosto, a mensagem já por si é muito bonita e a maneira como escreves o Poema é encantador.
Faltam mais anjinhos assim, dispostos a ajudar e a descobrir o nosso Mundo.
Eu tenho (sei que tenho) lá em cima um anjo da Guarda.
Beijos

manuela barroso disse...

Mariazita!
Que delíciaaa!Encanto.Ternura!
Palavras? Não tenho!
Esqueci-me de mim e regredi. Voltei a ser criança!
O que não faz amor de mãe e a magia do Natal!
Muitos e muitos parabéns
FELIZ NATAL!
Muitos beijinhos

Mariazita disse...

Pintarrocha, minha amiga
Muito obrigada por teres vindo e pelas tuas palavras tão carinhosas.
Eu gosto imenso de anjos, e também creio que há UM que me protege.

Continuação de uma semana abençoada.
Beijinhos

Mariazita disse...

Boa noite, Manuela
Que bom saber que te agradou tanto, a ponto de te sentires criança novamente.
Essa é uma sensação maravilhosa, e já que contribuí para isso, só posso dizer: Muito obrigada!

Um feliz Natal para ti e todos os teus.
Beijinhos

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

O poema é maravilhoso...muito terno e doce e declamado ainda fica melhor, não tenho palavras à altura para comentar algo tão belo.

Deixo um beijinho com carinho e admiração.
Sonhadora

helia disse...

Muito bonito !
Um Natal com muita Paz e Tranquilidade.

Regina Magnabosco disse...

Muito obrigada, Mariazita, por me convidar à leitura de tão lindo poema. Amo o Natal, apesar de sempre sentir nele uma pontinha de angústia. Eu me emocionei com a leitura e vou recomendar este texto em seu blog a outras pessoas. Aliás, ainda não seguia este seu espaço e vou fazê-lo a partir de agora.
Um beijo!
Você é uma pessoa especial e faz diferença para melhor ao mundo.


Mariazita disse...

Minha querida Rosinha
A apreciação que fazes, partindo duma poetesia com o teu elevado valor, tem, para mim, um significado especial...
Muito obrigada!

Beijos com todo o carinho

Mariazita disse...

Hélia, amiga
Obrigada por ter vindo e por ter gostado.

Um santo e feliz Natal para si, filhas e netas, e restantes familiares.

Beijinhos

Mariazita disse...

Regina, querida
Eu é que agradeço a sua presença, que me é sempre tão querida.
Fico muito feliz por ter gostado. Concordo que é emocionante, e agradeço a recomendação.
Também a mim o Natal causou sempre uma certa nostalgia, especialmente a partir da data em que perdi os meus Pais. Este ano a coisa complica-se muito mais… mas Deus me dará forças para ultrapassar.
Um grande beijinho desta amiga que lhe quer muito bem.

lita duarte disse...

É de encantar mesmo, Mariazita.
Muito linda!

Bjs.

Mariazita disse...

Olá, Lita
Obrigada pela presença e apreciação.

Beijinhos

Pérola disse...

Obrigado pelo convite.
Adorei.
Virei sempre.

Beijinho

Marilu disse...

Querida amiga, lindo conto de Natal, realmente uma história de encantar. Beijocas

Mariazita disse...

Bom dia, Pérola
Obrigada por ter vindo.
Foi um prazer ver-te por cá.

Continuação de boa semana.
Beijinhos

Mariazita disse...

Querida amiga Marilú
Fiquei muito feliz com a tua presença, e ainda bem que gostaste.
Foi a forma que encontrei de lembrar a época que estamos atravessando.

BeijOOOcas

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Ainda bem que me convidaste para vir aqui. Linda a história que nos faz refletir sobre este espirito que se vive no Natal. Há sempre crianças com fome e com frio e pena é que só nestas alturas nos lembremos delas.Parabéns ao teu filho pela bela redacção e a ti pela maravilhosa adaptação. Beijinhos, amiga e obrigada pela partilha. Espero que o teu Natal seja bom, apesar da falta que vais sentir. Tenho a certeza que sentirás a sua presença na tua mesa de Natal. Até breve.
Emília

vieira calado disse...

Os miúdos precisam deste tipo sereno de literatura...

para começar a excitar o imaginário!

Bjsss

SANTA CRUZ DIÁCONO GOMES disse...

Mariazita: Ó que coisa bela e lindissima li e reli, como se escreve coisas tão parabens e um feliz Natal com tudo de bom bem-haja a quem assim escreve uma cois lindissima.
Beijos
Santa Cruz

Smareis disse...


Ola minha amiga, hoje estou a passar pra agradecer pela sua presença no espaço nesse ano de 2012.

Aproveito desde já, pra te desejar um Natal cheio de muitas alegrias, e que o espírito do Natal te guie durante o ano novo que está para começar.
Obrigada pela sua presença em 2012 no meu blog. O meu desejo é que possamos estar trilhando novamente em 2013.
Ótimo final de Ano, e maravilhoso começar de Novo Ano.
Feliz Natal e Próspero Ano Novo!
Beijos!

Refletindo com a Smareis

Tétis disse...

Querida Mariazita

O poema-conto que nos trazes é maravilhoso, muito doce e terno. Declamado ainda fica mais bonito.

Fico feliz por te ver aqui no "Histórias de Encantar" pois, além de ser um retomar dum espaço que há muito reclamava a tua presença, também é um sinal que irás continuar a "encantar-nos" com a tua sensibilidade e ternura.

Beijinhos

Jardineiro do Rei disse...

Mariazita...

O Natal para mim é momento de recordações, de uma certa nostalgia, de deixar o pensamento voar para outros tempos recuados. Lembro-me dos Natais em casa de minha Avó, a Avó Isabel... dum certo pão com aroma e sabor a canela e erva-doce. Das filhoses, das rabanadas. Da família toda reunida à volta da mesa grande. A Avó, sentada na cabeceira da mesa... Era linda a Avó Isabel...

Um beijo e Feliz Natal

Mariazita disse...

Olá, Emília
Fez-me muito feliz saber que gostaste deste conto de Natal.
É uma época sempre difícil de atravessar, porque a misturar-se com a alegria de ter (quase) toda a família reunida, há sempre a saudade dos ausentes (que existem em todas as famílias…).
Sei que este ano vai ser bastante (MUITO!!!) mais difícil, mas temos que seguir em frente, com maior ou menor dificuldade.
Para ti e os teus desejo um Natal muito feliz e um Ano Novo cheio de bênçãos.
Beijinhos

Mariazita disse...

Olá, Calado
Obrigada por ter vindo.
Boas Festas de Natal e Ano Novo para si e todos os seus.
Beijinhos

Mariazita disse...

Olá, Santa Cruz
Alguma coisa me dizia que ias gostar… por isso insisti na tua vinda. Fico muito feliz por ter “adivinhado” os teus gostos 
Desejo um santo e feliz Natal e um novo Ano cheio de bênçãos, para ti e toda a família.
Beijinhos

Mariazita disse...

Querida Smareis
Obrigada por ter vindo, e também por ter estado presente ao longo do ano que vai terminar (e não só…).
Que seu Natal seja maravilhoso, e que o Ano Novo realize todos os seus sonhos.
Estes meus desejos são extensivos a toda a sua família.
Beijinhos

Mariazita disse...

Querida Tétis
Fiquei imensamente feliz com a tua vinda, e ainda bem que gostaste.
Infelizmente a abertura deste blog foi apenas temporária, já que, presentemente, não tenho disponibilidade de tempo para o “alimentar”. Quando as coisas serenarem um pouco mais, e eu retomar em força a vontade de terminar o meu livro… (tem havido pouca vontade…) então veremos.

Desejo que o teu Natal seja repleto de Paz e Amor, e que o Ano Novo realize, se não todos, pelos menos os mais importantes anseios.
Beijinhos

Mariazita disse...

João, meu amigo
Obrigada por teres vindo.
O Natal é uma época do ano muito especial, com um significado particular para cada um. Mas um sentimento é comum – o espírito de família, e a nostalgia pelos entes queridos que já partiram. E, entre estes, há sempre UM que ocupa um lugar especial… e do qual recordamos todos os pormenores.
Boas Festas, feliz Natal.
Beijinhos

Nita disse...

Belíssimo poema, parabéns e obrigada por me ter proporcionado, um belo momento.

Canduxa disse...

Fiquei maravilhada com este conto/poema do anjinho, manita querida.
Sabes bem a minha paixão e crença nesses seres maravilhosos e cheios de luz que me acompanham desde sempre.
Que o brilho da estrelinha ilumine sempre a tua vida e o anjinho te proteja sempre.

Um beijinho com muita luz

Canduxa

Manuel Luis disse...

Um dia após outro dia mais um dia e outro beijo para alimentar esse teu dia. Um sorriso para uma estrela e um abraço que era meu e agora pertence-te.
Boas festas!!

Donetzka Cercck Lavrak Alvarez disse...

OI,MARIAZITA.

ESTOU SEGUINDO VC AQUI TB.

NUM DELES NÃO PUDE COMENTAR.


BEIJOS


DONETZKA

Lilazdavioleta disse...

Mariazita , vim agradecer e retribuir as palavras deixadas no meu blog , e deparo - me com este maravilhoso conto .
Lindo !
Obrigada por este presente .[ senti-o um bocadinho meu ]

Beijo grande ,
Maria .

Smareis disse...

Olá Mariazita,

Feliz Ano Novo minha amiga, que este ano seja superado pelo velho em felicidades, amor, esperança, fé, paz e que o ano seguinte seja em dobro. O meu desejo é que você tenha um feliz e próspero ano novo, você e toda sua família.
Beijos!

? ~~ FELIZ ANO 2013~~ ?

Pérola disse...

Venho desejar-te um feliz 2013.

beijinhos.