domingo, 12 de abril de 2009

O MISTÉRIO DA ROSA LILÁS

O MISTÉRIO DA ROSA LILÁS

A Sexta-feira da Paixão é uma data cósmica. Nos éteres planetários existe uma gigantesca cruz de luz branca, de cujo centro brota e aos poucos desabrocha um imenso botão de rosa lilás, a cada Sexta-feira Santa
Ao meio-dia, essa rosa alcança o ápice do desabrochar e, de seu interior, emana o néctar da Misericórdia e Compaixão. Seu doce perfume envolve todo planeta e cada criatura. Essa doce radiação, que vem das profundezas do Coração do Cristo Crucificado, tudo abençoa, redime e transforma.
Da mesma forma que há dois mil anos o Cristo foi traído, criticado, hostilizado, julgado e condenado, continuamos a cometer atrocidades semelhantes contra o nosso Cristo Interior e contra o Cristo em nossos semelhantes.
A crucificação do Cristo Interior acontece sempre que confiamos no mundo exterior, ou seja, no dinheiro, remédios, oráculos e toda a sorte de absurdos. Acontece quando nos esquecemos do poder total e único do nosso Cristo Interior.
Ao deixarmos de confiar na vida - a centelha Crística que nos habita - acreditamos que: “eu não sou, eu não tenho, eu não posso, eu estou doente etc.”, assim retirando o poder da Divindade que somos, que é saúde plena e a fonte de toda a sabedoria, riqueza e abundância, que é Senhor do nosso mundo, nosso mestre interior, o nosso guia.
Cada pensamento de separabilidade, de desamor, cada palavra de crítica ou julgamento é um espinho que fincamos na cabeça do Cristo em nossos semelhantes. Cada pensamento ou palavra de desconfiança ou condenação que emitimos contra alguém é mais um prego crucificando o Cristo naquela pessoa.
Quando o homem põe fogo na terra, queimando e devastando árvores e seres vivos indefesos, a pródiga Mãe Natureza envolve todos esses erros com seu manto de misericórdia e, generosamente, manda a chuva que apaga o fogo. E faz brotar, da devastação, flores belas e perfumadas.
Semelhantemente, dos éteres planetários onde permanece a cruz, do centro do coração crucificado, Deus-Mãe faz brotar essa rosa lilás que desabrocha em misericórdia e regeneração para toda a humanidade.
Conectando-se com este Centro de Transmutação, cada um de nós pode voltar-se para o Cristo Interior e, com a acção balsamizante do perfume da rosa lilás, retirar os espinhos e pregos, e regenerar o Cristo em nós e em cada pessoa, devolvendo-lhe todo o amor, poder, confiança e devoção.
Então, no Domingo de Páscoa, todos podemos desfrutar da Chama da Ascensão, entrando na plena consciência de “Eu Sou a Ressurreição e a Vida”.


19 comentários:

Mustafa Şenalp disse...

Çok güzel site. :)

manzas disse...

Desperto encostado á escura noite
Na velha e dura calçada do relento…
Na cama onde a chuva é açoite,
Agasalho-me com lençóis feitos de vento!

Grato sempre pela
Bem-vinda visita
E comentário!
Uma boa semana,
No abrigo da paz
E do amor!

O eterno abraço…

-MANZAS-

Maria Clarinda disse...

Gostei desta história.
Jinhos

Maria João disse...

Mariazita

Estou sempre atenta ao que publicas, embora nem sempre tenha na altura, o tempo suficiente para deixar um comentário.
Gosto de o fazer com tempo, reflectidamente e de o elaborar com a consideração e estima que merece. Por isso, às vezes não comento de imediato.
Mas estou atenta! :-)

Sobre " o Mistério da Rosa Lilás"...
Este texto, levou-me a uma viagem de alma, de retrospectiva e de renovação. A melhor amêndoa de Páscoa que recebi!
Sendo a côr lilás o resultado da mistura do azul (céu) com o vermelho (paixão de Cristo), ela significa mudança e transformação de tudo o que é negativo em amor!

Um beijinho e obrigado por tudo, por todas as visitas, por todas as palavras e por todo o carinho!

Daniel Costa disse...

Mariazita

Os teus textos, os teus arrazoados, prendem sempre a minha atenção, talvez porque encontre pensamentos que se cruzam. Falando no Além, creio também deu deviamos ver uma divindade em cada semelhante. Não ter ideias pré-concebidas, não quere para outrem o que não cremos para nós. Haverá em tudo isto uma ideia de espiritismo?
Duma coisa é certa, julgo entender o teu pensamento e porque penso que partilharei o mesmo.
Beijinho,
Daniel

sonhos/pesadelos disse...

no mundo de hoje, por mais que tentemos ser fieis a nós mesmos e ao nosso interior,há sempre algo mais que nos desvia desse caminho de luz. cabe a cada um de nós fazer por mantê-la mesmo que não seja possivel, e este tipo de pensamentos e histórias de cor lilás fazem falta...obrigada!

manzas disse...

Nos lençóis de seda em mar sereno
Tocam os dedos de um sol madrugador…
Desperta o planar de uma gaivota
No desabrochar de uma fina flor

Desamarro das margens do rio
Batel pintado com cheiro de jardim…
Redes enleadas no engodo do amor
Veste-se tímida a manhã num cais de cetim

Um resto de uma boa semana
Na rota dos sonhos!
Bem-haja!

O eterno abraço…

-MANZAS-

Peter Pan disse...

Estimada Amiga:
Não necessita responder.
Um belo texto pleno de veracidade, sensatez e sobriedade.
Linda atitude explicativa do imenso poder Dele, simplesmente deliciosa.
Bem-Haja, pela imensa significação. Pelo valor humano que Ele possui.
Beijinhos de admiração pelo ser humano exemplar e íntegro que é.
Adorei. Parabéns sinceros num Post extraordinário.
Beijinhos para si e para a sua linda família.
Agradecido...imenso...


p.p./Pena

OBRIGADO pela sua amizade linda.

Canduxa disse...

Mariazita Querida,
Uma verdadeira história de encantar!
Não a conhecia mas sabia que a chama lilás é do perdão e da misericórdia e está ligada à chama violeta que é de transmutação.
Estas cores ou raios são muito importantes na cura para a Nova Era.
Meu beijinho de luz
canduxa

águia_livre disse...

Muito bonito

A apelar à reflexão e ao desabrochar de uma rosa que pode e deve estar no coração de cada um.

Fica feliz
.

AFRICA EM POESIA disse...

é bom ler e sentir Deus,
Fica tudo mais leve e mais bonito.
beijos

AFRICA EM POESIA disse...

Mariazita...

Obrigada pela visita e pelas palavras bonitas..
deixo com carinho

Saber Ser

Saber ser…
Saber o que sou…
Ser transparente
E…ser…
Nada escondo…
E tudo partilho
Mas como é difícil…
Ser-se verdade…

Ser como sou…
Como me angustia…
Não me entenderem…
Por ser só verdade…
Porque eu sei…
Que neste mundo…
Que me rodeia…
Dá muito mais jeito…
Ser-se mentira…



Lili Laranjo

Maria João disse...

Querida amiga..

Acredito que não seja fácil, sim! Eu que tenho tão pouquinho para gerir, ás vezes sabe Deus...
Mas tem calma amiga, pode algum "burrito" ficar para trás agora, mas tu depressa o apanharás. :-)

Uma noite tranquila e..

bom fim de semana!

AFRICA EM POESIA disse...

Com um beijinho...

Apenas PALAVRAS


As palavras...
Saltammm...
Pulammm...
Gritammm...
Brincam...
Entrelaçam-se...

E...fazem...
A alegria de...
Muita gente...
QUE NUNCA…
Soube rir...



Lili Laranjo

rouxinol de Bernardim disse...

A mestria, a classe pura, na pureza da linguagem e do sentimento!

Oliver Pickwick disse...

Lilás, a cor dos místicos. É uma bonita fábula, ou melhor, parábola, no contexto da Sexta feira da Paixão. Não sou religioso, mas poucos leram a Bíblia tanto quanto eu.
As melhores radiações lilás para você.
Um beijo!

Valdemir Reis disse...

Olá, que maravilhoso é visitar este espaço! Parabéns pelo excelente trabalho aqui desenvolvido. Excelente sua publicação “O mistério... “, texto original, ótimo, uma grande contribuição. Feliz e honrado por sua amizade. Acredito; aquele que caminha sozinho pode até chegar mais rápido... Porém quem segue acompanhado de um amigo com certeza vai mais longe... Espero sua visita! Encontrar-nos-emos sempre por aqui. Votos de uma semana recheada de sucesso, muita paz, saúde, brilho, bênçãos, proteção e alegria. Fique com Deus. Um abraço fraterno.
Valdemir Reis

Deusa Odoyá disse...

Minha nova e iluminada amiga Mariazita.
Muito belo seu cantinho.
Os anjos na sua mais pureza luz.
Que lindo texto, minha amiga.
Me fez voltar e refletir aos anos de cristo.
A cor da renovação para uma nova era.
Lindo e lindo.
Muita paz, amor e luz.
uma semana abençoada por Deus.
Regina coeli.

JADY*ALVES disse...

Maraizitaaaaa
Olha eu aqui ! rss

A cor lilás é a minha cor Predileta.Tenho um conto, por sinal o único em "Estrela Cativa" coloquei a cor lilás por seu significado da renovação interior que ela representa.

É ela a cor da transmutação e renovação, aqui bem traduzida com a ressurreição do Cristo.
Linda mensagem nos trouxeste neste conto.
Gostei muito, embora a Páscoa ja tenha passado, sempre é tempo de fazermos uma renovação interior.

Lindo aqui amiga, estou lendo e gostando...

Eu volto ok?

Abraços e carinhos da Jady