quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

LENDA DA FONTE DA PEDRA

Alvoco da Serra

Alvoco da Serra é uma povoação que fica na Serra da Estrela, entre Unhais da Serra e Loriga, a 740 metros de altitude.
Em Alvoco há um troço de calçada romana junto à rua principal.

Ponte romana

Os monumentos megalíticos que ali existem em profusão são prova de que a povoação já existia nos tempos de Viriato e, provavelmente, em eras anteriores.
Daí que seja credível a lenda que conta a passagem da Sagrada Família por aquelas paragens, a chamada

Lenda da Fonte da Pedra

Reza a história que quando Herodes perseguiu S. José, Nossa Senhora e o Menino Jesus eles fugiram para o Egipto.
Na sua fuga acabaram por vir ter a Alvoco da Serra. Ao atravessar a serra Nossa Senhora, sentindo-se muito cansada, quis fazer uma paragem. Todos sentiam muita sede, mas não se via água em lado algum.
S. José, vendo uma pedra ali próximo, ordenou ao burro:
- Dá um coice na pedra.
O burro obedeceu, mas a pedra não tugiu.
S. José disse novamente ao burro:
- Dá um coice na pedra.
O burro deu novo coice, e a pedra gemeu.
S. José disse, mais uma vez, ao burro:
- Dá um coice na pedra.
E, ao terceiro coice do burro, a pedra chorou, e assim brotou uma nascente de água, com que todos mitigaram a sede.
A partir daí a Fonte passou a chamar-se Fonte da Pedra, e tem poderes curativos, como, por exemplo, tirar os “cravos” e verrugas das mãos.
Ainda lá estão as três marcas dos coices.
A primeira está seca – não tugiu
A segunda tem um pequeno fio de água – gemeu
A terceira é a nascente – chorou

A “lenda da fonte” termina aqui, mas a “história” continua com vários episódios, dos quais destaco um, que me parece de maior relevo:

…Tinha a Sagrada Família retomado a sua marcha quando chegaram a um terreno onde várias pessoas semeavam a terra. S. José perguntou:
- Que semeais aqui?
- Semeamos pão. (entenda-se por centeio)
- Pois voltai amanhã e pão colhereis.
E assim aconteceu. No dia seguinte as pessoas voltaram e encontraram o terreno repleto de centeio maduro, pronto para a ceifa.
Entretanto, o rei Herodes não se conformou com a fuga da Sagrada Família e mandou soldados no seu encalço. Estes seguiram o mesmo percurso da Fonte da Pedra até que chegaram ao local onde as pessoas ceifavam o centeio. Os soldados perguntaram às pessoas:
- Viram passar um homem a conduzir um burro, onde ia uma mulher com um menino ao colo?
- Vimos, sim senhor – responderam os ceifeiros. Passaram aqui quando estávamos a semear este terreno.
Ao ouvir isto, exclamaram os soldados:
- Ah! Estavam a semear? Então já passaram há muito tempo. Já não os conseguimos apanhar.
E voltaram para trás, desistindo da perseguição.
S. José, Nossa Senhora e o Menino Jesus estavam escondidos ali perto, atrás dum arbusto. Depois de verem que os soldados voltavam para trás continuaram o seu caminho descansados.


Origem da lenda: Alvoco da Serra, concelho de Seia! O seu a seu dono! :)

21 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

"Depois de verem que os soldados voltavam para trás continuaram o seu caminho descansados"
Maravilhosaaa!
Beijos, amiga infinitamente generosa, cheia de Amor.
Obrigada sempre!
O seu a seu dono! :)

António Gallobar disse...

Mais uma belissima História de encantar, bem apropriada para a época que chegamos, obrigada pela partilha é maravilhosa.

Muitos parabens amiga
Beijinho

Vitor Chuva disse...

Olá Mariazita!

Esta é uma bonita recriação duma das mais conhecidas histórias de todos os tempos: As terras áridas e planas da antiga Palestina dão aqui lugar a aldeias situadas lá bem no alto verde da Serra da Estrela,conferindo à narrativa um sabor muito Português.
Alguns dos episódios descritos são verdadeiramente ricos de significado, como o da persistência de São José, que não desistindo acabou por conseguir o que queria. Outros são, ainda, cheios de sabor pela mensagem que contêm; como o do centeio de "crescimento rápido", que, no fundo, permitiu o triunfo do bem sobre o mal, ao evitar a consumação dum crime.
Curiosamente,no episódio que conheço relatando a situação em que Jesus é salvo das garras dos soldados o salgueiro chorão é aqui o protagonista:baixando os seus ramos, como se chorasse,diz-se que terá conseguido esconder Cristo dos seus perseguidores - no mundo das histórias de encantar tudo é possível!

Beijinhos.
Vitor chuva

direitinho disse...

Querida Amiga
Não podia ter escolhido melhor história nesta quadra de Natal.
A história é simples mas da forma que a conta é ainda mais brilhante.
Parabéns.

Farofa de Batata =] disse...

Que legal mais uma lenda, adoroooo!
Qualquer dia vc está convidada a fazer um post lá no blog e falar ai de Portugal viu?

Boa Quintaaaaa ^^
Miquilis

Bru

Pena disse...

Maravilhosa e Estimada Amiga:
Tal como "A Lenda da Fonte", como outras ancestrais manifestações culturais têm um imenso relembrar valioso que fica para a História.
VOCÊ tem um valor imenso e precioso.
Perfeito Post numa Pessoa ENORME perfeita.
Beijinhos amigos.
Sempre a admirá-la com respeito imenso.

pena

Maria João disse...

Querida Mariazita

As lendas têm vários propósitos, como já há algum tempo referi, comentando outra história de encantar que nos ofereces-te. Esta sabe a natal, um natal vivido com uma magia especial em terras da Beira, onde o nascimento do Menino Jesus é celebrado com a humildade e a veneração que merece. Esta lenda, para além de todo o simbolismo que lhe é inerente, cumpre hoje e sempre a necessidade de nos lembrar qual a verdadeira razão de festejarmos esta quadra.
Conheço de passagem esta localidade, não conheço a fonte, mas fiquei com a referência.

Obrigado, sempre!
Beijinhos

Canduxa disse...

Neste tempo de Natal, de paz e amor a escolha da tua história foi maravilhosa.
Adorei...não conhecia!
Ah, e posso dizer-te que a propósito da fonte ter poderes curativos, como tirar cravos e verrugas, é verdade..há fontes que têm esses poderes.
Numa fonte, perto do Pontido, deixei por lá, há muitos anos, uma mão cheia de cravos....não voltaram até hoje.
Até parece mentira…mas não é!
Como sempre vou daqui encantada.

Beijinhos cheio de estrelinhas

Sandra disse...

Mariazita!


Retribuindo todoas as suas visitas e lhe dizendo..
O mais importante é....
É um prazer receber vc. todos os dias em minha casa..
Muito obrigada, pelo seu carinho.
Hoje tenho a certeza, que amizade aqui formada, não vai ter um fim. Mas teve um caminho sólido e firme.
Todos os amigos conquistado, fizeram de mim, uma pessoa mais corajosa, para entrar neste meio virtual. Muito obrigada.. Todos os meus blogs, agradecem, o seu amor, afeto, carinho de todos os dias.
Sei que não foi possível ir visitar a todos, mais um meu pensamente e coração, vc. está presente, todas as manhãs.
O circulo de amogos cresceu e me fez mais feliz.
Amo cada um que, por lá passam.
Consegui, com a minha simplicidade e carinho, cativar tantas pessoas lindas e maravilhosas.
A bela frase, que diz: "VOCÊ SE TORNAS ETERNAMENTE RESPONSAVEL POR AQUILO QUE CATIVAS", É A MAIS PURA VERDADE.
BELO ANTOINE,( do livro:Pequeno Principe), QUE ESCREVEU ESTA LINDA VERDADE..
Pois, sabia da importância de termos um amigo. seja ele onde fosse. real, ou imaginario, perto ou ausente. na vida ou na virtualidade.
Você hoje faz parte desse meu mundo, tão cheio de alegria,e vida.
além de me proporcionar, novos conhecimentos.
Muito obrigada amigo, peloa sua companhia.
Sei que tenho muito a retribuir e agradecer.
Obrigado pelo paciência de me ouvir, ler as minhas angustias. Obrigada, por ter compartilhado, comigo todos os momentos desse, ano. Sei que as vezes foram dificuldades. Mas que valeram muito para o nosso crescimento pessoal. Muito obrigada pelos caminhos, mais floridos e e fácil de seguir.
com a sua ajuda, sorriso e atenção, a jornada, foi mais leve.
Agradeço do fundo meu coração todos os momentos, que sorrimos, juntos, através deste meio.
Quando a amizade é verdadeiro, tudo vale.
A Sinceridade, a Honestidade, são virtudes, que fazem os nossos valores crescrem sempre mais.
Valeu pela sua companhia e me perdoe a demora de retornar. Estava muito facil, esta semana. na próxima, vai ficar um pouquinho, mais apertada. Por isso, já lhe estou agradecendo, por todos os momentos felizes.
Valeu pela sua Amizade, companheirismo, atenção e dedicação.
Seu afeto, terá um peso muito importante na minha vida.
Valorizao, cada pessoa que chega e vai..
Até mais,
Sandra

Daniel Costa disse...

Mariazita

Conheço várias lendas, mais do Algarve, de moiras encantadas. Do centro e norte poucas. A que postaste é bonita e valeu a pena conhecer.
Beijos
Daniel

Mariana disse...

Que linda.
Que sabedoria e aprendizagem passar por aqui.
Desconhecia esta lenda.
bom fim d semana
bjs

JADY*ALVES disse...

Que bela historia amiga.
Saudades da minha infancia quando tudo era lindo, puro e essas lendas nos deixavam com vontade de sermos melhores e sabiamos orar com a força da fe e em cada prece a certeza que recebiamos a graça que pediamos,
Especialmente no Natal.
Quando sentiamos que o mundo se tornava crédulos e com o desejo sincero de ajudar o próximo.
Hoje sinto que as pessoas estão mais voltadas pra si mesmos, egoístas, alheios e preguiçosos ate pra estender as mãos pra doar quanto mais pra fazer uma simples prece.
O Natal hoje me deixa melancolica mas,
Lendo uma lenda tão linda assim nos somos privilegiados por sentir que em nosso coração jorra uma fonte de amor e podemos reparti-lo pois ele jamais se acaba,
Quanto mais damos, mas ele brota...
Vim deixar meu beijo e agora vou dormir abençoada por ler um texto tão lindo.
Grata por tua amizade e sensibilidade que contagia...

Lindo e tranquilo fim de semana
Carinhos da Jady pra tí amiga!!!

rouxinol de Bernardim disse...

Telúrico e romantico até mais não!

Vale a pena vir aqui e saborear...
puro prazer...

HELENA AFONSO disse...

LINDA A SUA LENDA.... e como é bom saber que também em Portugal há destes lugares,místicos, belos e dignos se conhecer. Gostei muito da sua visita ao meu blog será sempre muito BEM VINDA!
HELENA

Jacque disse...

Muito Lindo aqui. Sigo você. Gostaria que visitasse meus Blogs. Esta semana vou postar um cartão de Natal no Arco-Iris Encantado, apareça.

Beijo.

Jacque

Jacque disse...

Quero convidar você para pegar meu cartão de Natal, no Blog: Arco-Iris Encantado. E tb, convidar para aparecer no mesmo Blog dia 1° de janeiro, pois, é meu aniversário e vou oferecer uma lembrancinha.

Beijo.

Jacque

Mariana disse...

Passei para te fazer uma visita.
Antes de partir deixo um grande abraço.

poetaeusou . . . disse...


belo texto,
tenho uma Matilde, netinha,
que metade pertence ao
nivel do mar e a outra
ao nivel da serra, Gouveia.
,
parabens pelo post,
,
conchinhas, deixo,
,
*

metamorfosear disse...

que as festas sejam festas, sem muitas invenções mercadoógicas. Então Feliz ano novo.

Tony Madureira disse...

Lindo!!

O Profeta disse...

Um formoso menino estava mesmo alí
Tocou de leve o lado esquerdo do meu peito
Olhou-me com um luminoso sorriso
Deixou-me sem fala, sem jeito

Deixou-me no apagar de uma vela
Olhei novamente o mar
A calmaria voltou como por encanto
Mil criaturas inundaram-me o olhar

Golfinhos felizes assobiaram
A cria de uma baleia acenou-me
Uma andorinha do mar poisou no parapeito da janela
Uma maravilhosa e antiga história sussurou-me

As estrelas brilharam no celeste
A Lua estendeu seu manto de fino lusr nesta cena
Adormeci na imensidão deste mundo
No embalo de...Uma Noite Serena...


Uma noite serena

Um mágico Natal

Um terno beijo